25 outubro 2007

Ervas Frescas Agora


    • Primavera nós abençoa com muitas sabores. Nos hortifrutis estou vendo brocolis e couveflores gigantes, espinafres se estendendo das prateleiras igual cipó, e cenouras e alhos poró com aspectos de crianças na aula de educação infantil (se tivesse bochechas, seriam rosadas). A terra parece que se segurou com força durante o período de tanto seco que quando finalmente exalou uma explosão de verde surgiu dela. Com esta explosão vem sabor! Sabor fresco que a terra muito recentemente colocou no mundo. Uma fonte incrível e deste sabor vem das ervas frescas.






Sempre gosto de cozinhar com ervas. Tempere quase qualquer prato salgado com um toque de orégano ou tomilho. O hábito é de buscar aquela mistura seca de "ervas finas" ou aquele folha de louro no armário. Aquele frasquinho é conveniente, sempre está lá, não sei quantos anos que eu tenho aquilo. Mas depois de tanto tempo guardado as ervas secas ficam sem sabor e as folhas de louro ficam pretas.
Ao muito contrario são as ervas frescas. São muito poderosas a impregnar pratos com sabores complexos e cheios de perfumes e aromas. E as ervas fazem o prato visualmente lindo, cheio de verde. Seguindo são algumas ideias como utilizar a as ervas frescas. O seco acabou!


  • Na salada: Na próxima salada jogue junto com o alface e rúcula umas folhas de hortelã, coentro e manjericão.
  • Pesto: Crie pastinhas de ervas frescas para servir com macarrão, na torrada ou na pizza. Em casa eu até misturo o pesto no puré de batata.
Para fazer um pesto, coloque a mistura no processador ou liquidificador. Todas as misturas tem a base de um azeite e alho assado. O pesto clássico leva manjericão, parmesão ralado e pignoles (substitua com umas castanhas de caju). Gosto também fazer pesto somente de sálvia e azeite. É excelente num prato de pão rústico e frios como presunto de parma e queijos. Também faço hortelã e orégano com parmesão e muito azeite por cima de macarrão. Um favorito na minha casa, até com as crianças, é o macarrão orzo ou riso, qualquer que parece arroz, com pesto de agrião, coentro, alho assado, azeite, sal e pimenta e quantidades copiosas de parmesão.
Para criar um prato mais sofisticado substitua o parmesão para um queijo de cabra fresco quebrado em pedacinhos com as mãos. Se não tiver processador ou liquidificador, ou que dar um toque mais rústico (autentico) no pesto, rasgue as ervas com as mãos! O prato faca linda e você vai andando o resto do dia perfumado!
Qualquer pesto (ou erva fresca) vai bem na pizza!

  • Nas carnes: Adoro temperar carnes com ervas frescas. Picanha de forno não falta os ramos alecrim e frango assado sempre pede tomilho e sálvia.
Em vez de comprar um frango assado na padaria, asse um em casa com ervas frescas. Limpe o frango fresco e seque com toalhas de papel. Prepare uma cama de rodelas de cebola numa assadeira. Cuidadosamente abre o espaço no frango entre a pele e a carne, especialmente na parte do peito e coxa. Enfie a folhas de ervas (gosto de tomilho e sálvia, mas pode alecrim e orégano também) nos espaços entre a pele a carne. Passe também sal e pimento do reino moído na hora nesses espaços. Coloque dentro do carcaço do frango uma cebola partido em quatro e mais ervas. Coloque mais ervas em todo lugar no frango (entra a coxa e o tronco, no sovaco, etc..) espalhe mais sal e pimenta do reino em toda parte do frango. Finalmente passe azeite no peito e coxas. Coloque uma quantidade de agua fervendo no fundo da assadeira. Manter a assadeira molhada durante todo o cozimento de frango. Asse o frango num forno alto por 15 minutos. Depois, cobre o frango com papel alumínio e abaixa o fogo até médio. Assa o frango até ficar dourado e as coxas ficam soltas. Teste o cozimento furando a coxas com um palito. Se os sucos que saem são incolores (não cor de sangue) o frango já está cozido. Tire o papel alumínio e asse o frango mais 15 minutos para ficar bem dourado. Tire do forno e deixe descansar 15 minutos antes de cortar.

Não esquece! Não jogue fora aquela coisa deliciosa no fundo da assadeira. Deglace a assadeira com vinho e guarde essa geleia de frango para fazer molho ou risotto. Guarde na geladeira 2 dias ou no freezer 3 meses.

Um comentário:

  1. Ola. muito apetitoso seu blog. Eu sempre joguei o molho que sobra do frango. Agora vou começar a guardar pra fazer risoto ou yakisoba. Faço o frango assim, mas gosto de cozinhar com cerveja branca ou preta, fica uma delicia o molho.
    Afinal, moro no país da cerveja.

    cinthya

    ResponderExcluir

O seus comentários são sempre bem vindos.