05 janeiro 2008

Tarte Tatin de Manga


A tradição francesa virou brasileira de vez com esta versão da tarte tatin tropical. A original tradicionalmente leva maças. Nesta versão, a faremos com mangas. Inclui um toque de castanha de pará na massa para receita virar brasileira de vez. No verão há uma variedade grande de mangas maduras. Gosto de usar as mangas Palmer porque quase não têm fibras e são muito doces. Também é uma receita boa para fazer no verão. Assa em somente 15 minutos!

Tarte Tatin de Manga

recheio

2 mangas

2 colheres de sopa açúcar mascavo

massa

50g castanha de Pará sem casca

1 xícara farinha de trigo

100g manteiga sem sal

pitada de sal

1 colher de sopa de açúcar

3 colheres de sopa água fria

Para fazer a massa

Numa frigideira toste as castanhas uns 5 minutos, virando-as rapidamente para que não se queimem. Transfira as castanhas a um processador. Bata no processador até virar pó. Adicione a farinha, manteiga, sal e açúcar. Bata até formar um farelo. Adicione a água e bata até formar uma bola. Esfrie a massa na geladeira até a hora de usá-la.

Para fazer o recheio:

Esquente o forno médio-alto. Descasque as mangas. Corte em pedaços compridos e finos do tamanho de um dedo. Numa frigideira (que também possa no forno) derreta o açucar mascavo. Retire do fogo. Arrume os pedaços de manga por cima do açúcar. Abra a massa num círculo maior do que a frigideira. Arrume a massa por cima da manga dobrando o excesso. A torta é rústica então não importa se a massa fica irregular. Importa cobrir toda a manga.

Coloque a frigideira no forno. Asse 15 minutos ou até a massa fica dourada. Retire do forno e imediatamente transfira ao prato de servir. Para transferir a torta, coloque o prato cabeça-para-baixo em cima da frigideira. Cuidadosamente (usando luvas para não queimar as mãos) vire a frigideira e o prato juntos. Depois, lentamente, retire a frigideira. Se algum pedaço de manga deslocou, coloque-o no lugar. Não esqueça que tudo é muito quente! Sirva quente ou morna com uma bola de sorvete.

2 comentários:

  1. A Tatin aprecio quente, morna ou gelada! Ótima idéia o uso da castanha do Pará!
    bjo,
    Nina.

    ResponderExcluir
  2. amei sua versão! ficou linda! eu fiz uma vez uma de nesperas...adorei...e coloquei lá no blog...são infinitas a spossibilidades! bjos

    ResponderExcluir

O seus comentários são sempre bem vindos.