08 maio 2008

Quinoa me Salvou do Frio



Nunca fui natureba. Sempre fui curiosa de tudo comestível. Compro comidas sem sequer saber prepará-las mas com a intenção de descobrir. Outro dia levei um pacote de quinoa para casa sem nenhuma idéia do que ia fazer com aquilo.

Peguei a quinoa porque senti que estava no meu radar. Sou assinante de muitos e-newsletters, boletins, e rss feeds de resturantes, sites, revistas e blogs que gosto. E quinoa é um dos ingredientes que aparece de vez em quando num cardápio ou numa receita que leio on-line. Mas sempre quando via ao vivo, não sabia como me a relacionar. Admiti que tinha zero de intimidade com quinoa.

Hoje de manhã estava 8 graus. De gorro e moleton, liguei o meu computador soprando as minhas mãos para esquentar. O que vi na minha página de iGoogle era o rss feed de 101 Cookbooks "Warm and Nutty Cinnamon Quinoa". Naquele momento a quinoa não me importava. O que importava era a parte de "warm and nutty cinnamon", especialmente o "warm." Pensei no mingau de aveia ou o Cream of Wheat que a minha mãe fazia para mim. Senti o calor na minha barriga. E lembrei da quinoa que tinha comprado.

Abri o blog 101 Cookbooks e vi a foto maravilhosa de grãos com amora e pecãs. Pulei para a cozinha e preparei a receita enquanto fazia o café. Comecei a me sentir mais quente com a cozinha cheia de vapor. Não tinha pecãs, mas tinha castanhas de Pará, amoras e um caqui com a pele estourando de tão maduro. A receita pede "agave nectar", um adoçante natural feito de extrato de agave, a mesma planta usada para fazer tequila. Substitui para uma combinação de mel e açúcar mascavo.

Preparei duas cumbucas, uma para fotografar e uma para mim. Comi a minha primeira, tirei as fotos e depois comi a outra cumbuca. Era deliciosa!

Honestamente, antes de experimentar eu duvidei da quinoa. Para mim, parecia algo que vem num pacote com um canário na frente: uma coisa que você oferece ao seu marido sorrindo com a boca cheia de dentes quebrados falando "faz bem para saúde." Mas não é. É uma delicia, e tem uma qualidade super interessante. A quinoa chupa o sabor do liquido que a cozinha. A que fiz hoje ficou cremosa com o sabor do leite e canela, mas não ficou murcha. A quinoa manteve uma boa qualidade na boca:ficou firme, não virou mingau.

Agora estou curiosa para experimentá-la num prato salgado.


Quinoa com canela frutas e castanha de Pará
para 4 pessoas

1 xícara de leite
1 xícara de água
1 xícara quinoa
1/2 colher de chá canela
açúcar mascavo a gosto
mel a gosto
castanhas de Pará
frutas como amora, caqui, morango, mirtilo, etc...

Lave e escorre a quinoa. Numa panela combine a quinoa, o leite e a água. Leve a ferver. Reduza o fogo e tampe a panela. Cozinhe mais 15 minutos até a quinoa absorver quase todo o liquido. Enquanto a quinoa está cozinhando, torre as castanhas de Pará numa frigideira. Quando a quinoa terminar de cozinhar, adicione a canela. Divida em 4 cumbucas e arrume as frutas e castanhas por cima. Sirva com açúcar mascavo e mel.

Veja a receita original no blog 101 Cookbooks de Heidi Swanson. A receita original veio do Dr. John La Puma's Chef MD's Big Book of Culinary Medicine.

Um comentário:

  1. Olá . Bom dia!
    Já comi a quinoa em diversas formas,a quinoa substituindo o macarrrão em uma sopa por exemplo é muito boa , mas esta que apresentou você é diferente, vou experimentar.

    Kleber

    ResponderExcluir

O seus comentários são sempre bem vindos.