27 junho 2008

Pingo de Sol - Geléia de Pokan



Uma das bençãos de inverno em Teresópolis é a chegada da tangerina pokan. A fruta, produto da nossa região, chega no mercado tão madura que o miolo fica solta dentro da casca. Consumimos quantidades absurdas. O perfume flutua nas prateleiras dos nossos horti-frutis e nos dedos dos nossos cidadãos por uma grande parte de dois meses.

Gosto tanto de pokan que plantei um pé no quintal. Este ano o pé finalmente tinha a maturidade para dar algumas frutas. Esperei três anos para ver frutas alaranjando no pé chupando o sol do nosso inverno serrano. Uma dessas tardes secas e ensolaradas, poucos dias antes das frutas amadurecerem completamente, desci para o quintal para checá-las. Encontrei todas as frutas, arranhadas, mordidas ou simplesmente levadas; as cascas jogadas no chão. Aparentemente, os cidadãos da reserva florestal gostam de pokan, também. Tudo bem. Para conseguir viver em paz com o assalto no meu quintal, procurei dentro de mim uma lógica meia pantéista, que o "assalto" era mesmo um "sacrifício" aos deuses de frutas cítricas. Essa lógica surge quando cai um vidro de azeitonas no chão ou alguem derruba uma taça de vinho. Não é uma perda, é um sacríficio para garantir as futuras pokans, azeitonas e vinho. Era isso ou colocar o ladrão no espeto na churrasqueira.

O pé de pokan tinha gasto toda força naquela safra. "Vou ver pokan no meu quintal somente ano quem vem," lamentei. A perda (desculpe, sacrifício) me deu uma idéia para tentar resgatar um pouco da glória do pokan numa conserva a fim de curtir depois de todos os pomares de pokan da nosso região, esgotarem as energias. Me-imaginei comendo, no 28º dia de chuva em Novembro, uma colherada de sol de inverno espalhada num pão. Fiz geléia.



O pokan é muito doce, com pouco acidez e uma casca cheia de óleos essenciais. A única coisa ruim, no ponto de vista culinário, é que a fruta tem muitas fibras brancas que a deixam amarga, especialmente na hora de fazer doce. Tentei excluir o máximo possível de fibras da geléia. Ainda assim, a geléia ficou um pouco amarga.

Eu tenho a filosofia na cozinha, a na vida, de fazer o melhor com o que eu já tenho. A vida me deu limões, faço limonada... A alquimia do pokan inclua a amargura. Não posso negá-la. Em vez de esconder ou mascarar a amargura, ou pior, jogaria fora 1 kg de geléia, tentei combinar com o sabor indesejável. Dois passos para lá e dois para cá, consegui fazer amizade com a amargura. Coloquei gengibre fresco raladao, pimenta jamaica moída na hora e uma pitada de pimenta cayenne em pó. Deu certo. Em vez de esconder o sabor, as especiarias pegaram a amargura pela mão e a ensinou pular corda e jogar amarelinha. Cada colher é um doce pingo de sol que dá uma bofetadinha na língua. Faz festa na boca. A primavera chuvosa vai ter sol.

Geléia de Pokan, Gengibre e Especiarias

1kg de pokan maduro
500g de açucar
o suco de 2 limões sicilianos
1 colher de sopa de gengibre fresco, descascado e ralado
1 colher de chá de pimenta jamaica
pitada de pimenta cayenne em pó

Lave bem as pokans. Raspe a casca de dois pokans. Reserva a casca. Descasque todos os pokans. Trabalhando em cima de uma vasilha retire os sementes doas gomos dos pokans. Também retire o que poder das fibras brancas. Junte os gomos de pokan e o suco que caiu na vasilha numa processadora. Bata até virar uma polpa uniforme.

Coloque um pires no freezer. Transfira a polpa para uma panela grande com fundo pesado. Adicione o açucar, o suco de limão siciliano, o gengibre, a pimenta jamaica e a pimenta cayenne. Cuidado, porque pimenta cayenne é forte. Leve a ferver. Reduza o fogo e cozinhe a mistura até fazer liga. Você pode checar isso usando o pires no freezer. Depois que todo o açúcar derreter e a mistura começar parecer geléia (mais translúcida) tire o pires do freezer. Coloque um pouco de geléia no pires. Corte a geléia com uma colher ou um dedo. Se a divisão na geléia ficar, a geléia está pronta. Se a geléia espalhe e enche a divisão, devolva o pires para o freezer e cozinhe um pouco mais. Deve levar uns 30 minutos para a geléia chegar ao ponto certo.

Divida a geléia entre vidros esterilizados. Eu esterilizo os meus vidros no forno e as tampas em água fervendo. Tampe e vire os vidros cabeça para baixo até esfriarem. Ou você pode usar o seu método favorito de conservar.

Aqui é um link achei super interessante How to Make Grape Jelly do Visual Recipes, que mostra, com fotos, passo a passo como fazer geléia de uva.

Adaptei a receita de geléia de pokan da receita para geléia de mandarino de um dos meus blogs favoritos, o Traveler's Lunchbox.

4 comentários:

  1. essa geleia sobre umas torradas ou umas tostinhas deve ser uma perdição.

    ResponderExcluir
  2. Dá pra ver que esta com uma cor e textura linda, fico imaginando o gosto!! huuuum
    Boa viagem e traga basrante news de lá ok?
    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Fiz uma geleia de limão e ficou amarga. Procurando na internet alternativas de como melhorar o sabor cai no seu blog e decidi que vou encarar o sabor do jeito que ficou. Parabenes pela sua autoestima.

    ResponderExcluir
  4. Vou plantar um pé d epokan no meu jardim, equero saber como faço para ele produzir frutos rapidos. Vou tentar comprar uma muda dando fruyinhos. Como devo cuidar deste pe de pokan para que ele desenvolva rapido?
    Bjos,
    Cléo Borges

    ResponderExcluir

O seus comentários são sempre bem vindos.